A ANÁLISE RACIONAL APARTIDÁRIA DE UMA FASE NACIONAL SECTÁRIA

A situação política brasileira, no instante, está tão crítica, desordeira e preocupante. O estresse tem aumentado assustadoramente e parece que quem tem brigado, (por um presidente incompetente, que merece a maior admoestação) nem tem e, na verdade, nem oferece, a menor lição de civilidade..😏

Para os fariseus fanáticos estressadinhos,👿 bajuladores de politiqueiros, apresento o pito que disparo, com os meus enfáticos versinhos esclarecedores e zombeteiros, ao fingimento do “mito” Bolsonaro.

O que tem feito o empossado “salvador do Brasil”, depois de eleito, pelo eleitorado bajulador imbecil, que se mantém interessado em ofender até parente para defender o “bilé” presidente? 🤔

Por que quem nem tem partido e se mantém indignado com novo gestor do “poder extremista direitista” também tem sido acusado do estorvo difamador de ser “esquerdista”? 🤔

Por que ao invés da presepada de defender o fanfarrão presidente do revés de nada fazer, os idolatradores do “dito cujo mito sujo” Jair preferem repetir frases feitas condicionadas e se inserem na inconsciente peleja, nas bases das mutretas, como “boiadas do fazendeiro insolente”, ou seja: do politiqueiro presidente brasileiro?🤔

Será que o “gado” que nem afronta e nem assusta, pois somente, tem “mugido estressadamente” e tem brigado com muita gente, seria recebido pelo presidente?🤔 Saber isso, afinal, é fácil: se a “boiada fria e atrevida” seguir ao “Palácio da Alvorada”, seria recebida pelo Jair? 🤔 Será que, algum dia, o “mito fingido” ouviria o blablablá aflito de quem o tem defendido? 🤔

O “idolatrado presidente”, o fanfarrão bilé Bolsonaro, brigaria com um bocado de parente e aderente, como tem brigado a confraria que tem defendido o desqualificado dirigente?🤔 Não, é claro…😏

Enfatizo, a quem adula o nhem nhem nhem fatídico de Bolsonaro, que ao Lula eu nem critico, é claro, por uma evidente e correta razão: 👉 ele nem é o presidente desta nação. Porém, supostamente, poderia, pelo jeito, ter sido, “se somente se”, uma “confraria do direito denunciado” (com uma lista de documento oficial, por um premiado jornalista isento e internacional) não o tivesse detido… Injustamente? 🤔Parcialmente?🤔 É possível! Porém, vale ressaltar que, por precaução, é bem preferível aguardar a apuração da ocorrência denunciada, pela atuação da jurisprudência imparcializada e apartidarizada…😊👉 ⚖️

Paulo Marcelo Braga
(“Mundo Paralelo da Saga
da Análise Racional Apartidária
de uma Fase Nacional Sectária”,
16/06/2019)⏳☀️

Anúncios

A IDEOLOGIA ILÓGICA DA HIPOCRISIA MITOLÓGICA

O nervosismo e o cinismo político metódico do escandaloso, insolente e imbecil “fundamentalismo” ideológico político e religioso”, existente no Brasil, tem elaborado planos irresponsáveis, inquisidores, politiqueiros e causado danos irreparáveis nos eleitores brasileiros.

Sempre existiram disputas nervosas, eleitorais, acirradas no Brasil. Atualmente, no entanto, o país se inseriu em injustas, espalhafatosas e triviais presepadas, e sentiu, infelizmente, o desencanto infeliz, que fluiu às custas de prosas radicais fanatizadas…

Se nas duas extremas, “esquerda” e “direita”, há dilemas e leda mutreta, o “centro” dissumulador político brasileiro não está isento do fator fatídico interesseiro de todo o politiqueiro engodo…

Se na atuação da “mitologia esquerdista socialista” existia a “desgraça da promiscuidade”, a facção da hipocrisia da “mitologia direitista conservadorista” faz idolatria à falsa moralidade, nem se desfaz da patifaria, porém se disfarça de “santidade…😇

Sem embaraço, numa entrevista, o infeliz falso moralista Jair Bolsonaro confessou essa bela “pérola”: “EU SOU HOMOFÓBICO SIM, COM MUITO ORGULHO!”. Ao abusar da imunidade, para repudiar a homossexualidade, ele diz preferir, é claro, ter um filho drogado do que um “viado”. (Vídeo 1 📹)

O radical, insolente e imbecil ex parlamentar (e atual presidente do Brasil), na campanha eleitoral para presidência, usou e abusou do ato da manha cara de pau e, sem decência, negou o fato… (Vídeo 2 🎥)

Em duas cenas pequenas e obscenas, o fundamentalismo conservadorista ficou caracterizado e o cinismo “bolsonarista” se mostrou desmascarado.

O alarde da confissão homofóbica “puritana” e a covarde negação mitológica bolsonariana é um indevido atrevimento bilé, seguido de fingimento isento de boa fé!

A preferência ilógica da insolência homofóbica da indecência mitológica é bem triste e nem tem limite…

Pobre de quem encobre a verdade, e permanece a fazer bajulação ao covarde ser fanfarrão que merece receber admoestação apartidária, por fazer generalização sectária e criticar, não apenas uma facção homossexual radical e rústica, que está a se esbaldar em cena imoral e pública, sem respeitar a ação plena e real da imagem de quem exerce a homossexualidade opcional e educada, à margem da promiscuidade social desregrada…

Vale, ser ressaltado, todavia, para que se cale o que está a dizer o grupo radical “viado” e mal educado: somente quem respeitar a sociedade, sem abusar da individualidade de querer ter a intenção ilegal e indecente de manter relação sexual publicamente, exerce seu direito e merece respeito.

Qualquer casal, homo ou heterossexual, que mantiver respeitado o intento legal em vigor é porque nem quer ser enquadrado por atentado violento ao pudor.

O atrevido desacato do indevido ato a ser combatido é O RADICALISMO ILEGAL DO SECTARISMO SEXUAL.

Ter o direito de exercer e praticar à vontade a homossexualidade não dá a nenhum homossexual o direito de querer abusar do desrespeito pela autoridade oficial escolar. Esse foi o exemplo real que, há algum tempo se viu circular no mundo virtual sobre um arrogante e estudante homossexual, que tentou e conseguiu tumultuar com promiscuidade um ambiente escolar numa cidade do Brasil. Vale deixar aqui o link da publicidade para quem não viu:

👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2017/06/12/o-radicalismo-ilegal-do-sectarismo-sexual/

Então, se a politicagem, incapaz de fazer admoestação, com assertividade, está a cometer a falha do desencanto da generalização crítica, a “viadagem” de quem que faz encenação de pirraça e promiscuidade homossexual, social, atípica, pela lógica, vem a ser tão canalha, quanto a falsa moralidade radical da política homofóbica e nem irá ter moral para reclamar da covardia de nenhum radical que está, afinal, a propagar homofobia…

Para concluir, é claro que o fingido Jair Bolsonaro tem sido levado ao revés crítico, despótico, inevitável, da mesma política de viéis político ideológico e deplorável, que ele, outrora, criticou do pior “fanatismo esquerdista” e, agora, adotou, no maior “cinismo direitista”, e comprovou bem toda a ideologia ilógica da “hipocrisia mitológica”, que se mantém realmente autoritária e antipática, em qualquer corrente partidária fanática…

A população apartidária deste país merece receber a consideração necessária e não o infeliz estresse de ver uma e outra facção sectária manipulando incautos, que vão disseminando desacatos, brigando em si, perpetuando “tititi”, crendo na “mitologia” direitista, centralista e esquerdista, defendendo a patifaria governista e a oposicionista, mugindo como gado esfaimado, sem nenhum capim e nem ração oferecida, permitindo ser marcado pela ruim e tão dolorida marca que lhe fizer um fazendeiro politiqueiro qualquer, que se destaca no celeiro brasileiro, com a subserviência da patota sem decência e idiota, que segue o engodo do rito fanatizado que pregue todo “mito falsificado”…😇

Gente que dispensa uma amizade verdadeira, pela deprimente crença na falsidade politiqueira, tem proferido somente uma imensa quantidade de asneira e recebido merecidamente a ingratidão, mais do que merecida, pela bajulação insistente que faz à qualquer gestão incompetente…

Paulo Marcelo Braga
(“Mundo Paralelo da Saga
da Poesia e da Cidadania Lógica
contra a afronta da hipocrisia mitológica”, 23/05/2019)

A PESQUISA POLÍTICA VIRTUAL 🔬 E UMA PRECISA CRÍTICA REAL 🧐

(A Experimentação Verídica Metódica
Sobre Bajulação Política Mitológica)

Eu digo que tenho elaborado, em liberdade prazerosa, artigo rimado, numa quantidade grandiosa e sigo engajado contra a agressividade escandalosa, radical deprimente e imbecil, com a qual um e outro “amigo” aspeado tem se curvado a falsidade poderosa do atual presidente do Brasil.

Uma experiência de enredo realista virtual, sobre a essência pseudo moralista radical de quem tem conivência com a ação extremista politiqueira, de qualquer facção governista brasileira, foi realizada, por mim, e será publicada, a fim de esclarecer alguns fatos importantes necessários de serem esclarecidos e, assim, responder desacatos arrogantes de “amigos” aspeados, sectários, atrevidos e farsantes, que querem ver meus artigos rimados rotulados como “partidários esquerdistas”, e vão também rotulando meu de plano de “radical”, por eu repreender, rimando, o governista e fariseu “poder” e quem vem se aliando a ilegal bando republicano 🇧🇷 insano atual. 🤪

Eu comecei o experimento real com o encaminhamento de um texto virtual. Em nenhum momento, fui parcial no que fiz. Para evitar o pretexto trivial de praticar engodos, eu quis encaminhar na hora e encaminhei para (quase) todos os meus amigos do Watshapp (sem deixar de fora conhecidos virtuais e reais, para os quais cheguei a enviar meus artigos publicados no site WordPress) e me arrisquei a encarar os perigos nos abrigos fanatizados de quem “late”, 🐶 com estresses, afirmações dramáticas, sem explicações táticas e nem didáticas.

Porém, esperei também receber mensagem inteligente, bem humorada e solidária, de quem sabe ver e entender a imagem presente na bancada apartidária real da rimada necessária e imparcial…

O recado virtual que escrevi, encaminhei e pelo qual recebi um estressado e trivial esculacho, 😋 encaixo bem aí embaixo:👇

Saudações!

Lamento te incomodar com as críticas do meu rimado dialeto ao fingimento que vejo brotar das políticas do teu político amado predileto.

Vou parar de tentar interagir contigo e de te encaminhar artigo sobre o Jair Bolsonaro. Já percebi que ele é teu caro amigo.

Devo dizer, de forma adequada, para encerrar esta rimada, que também pude perceber que tua norma de me ignorar em nada irá me afetar…

Deves ter tuas razões…😉 (Anexo 1)

Encaminhei o recado acima e, afinal, aguardei o resultado da rima experimental.

Dessa maneira, com bem pressa verdadeira de saber “quem é quem” que se expressa a dizer “nhem nhem nhem”, elaborei o rimado texto provocativo, de contexto assertivo, e encaminhei para os abrigos virtuais devidos de alguns amigos reais e conhecidos.

Alguns deles se divertiram e sorriram. 😁 Outros, radicais e aborrecidos, silenciaram 🤐 e me ignoraram.😏 Não sei (e preferi nem saber) se não me entenderam e se ofenderam 😡 com o que escrevi 📜✍️ com bem prazer. 😋

Um desses tais ofendidos, respondeu, com frases feitas nas bases eleitas dos condicionamentos sofridos e sem os conhecimentos devidos para debater de modo ponderado e lógico com quem encara o “poder” considerado falsificado, mitológico, de qualquer corrente partidária, incoerente e sectária, do presente ou do passado recente.

Eu vou transcrever e retrucar o recado veemente que pude ler e arquivar, antes de ter sido apagado, pelo remetente. Mas, antes devo dizer que eu fiz algumas correções, de vírgulas e de outras pontuações,(Anexo 2) para que o contexto da revanchista opinião, da inquieta prosa, inserida nas políticas contestações do texto fundamentalista, de meta tão raivosa, fosse entendida nesta publicação que faço em meu espaço apartidário, com ponderação, sem embaraço partidário.

Uma observação: ➡️o único erro ortográfico que não corrigi do rústico texto opiniático que li, e deixei um “sic”, foi no parágrafo em que meu contestador teve um “chilique” e me acusou de omissão e/ou de ter permanecido calado e parado na pista da alienação, sem ter reagido indignado contra a esquerdista gestão.

Deixarei aqui comprovado que tanto critiquei no passado a confraria esquerdista, como tenho criticado, o “$anto rei”, coroado e idolatrado e aprisionado pelo laço da “mitologia” direitista, fundamentalista, cara de pau e falsa moralista, para a qual faço a poesia, de graça realista, em meu virtual espaço.

Feitos os sons desses esclarecimentos, eleitos com interesses de bons intentos, para a elaboração imparcializada do artigo, disparo a contestação apagada, que um “caro amigo”, que se curvou a Bolsonaro, encaminhou para mim e me criticou assim: 👇

“Boa noite, Marcelo. Cada brasileiro tem sua opinião e cabe a cada um respeitar a opinião do outro.

Só que aturamos 16 anos de roubalheiras e mortes em todo o Brasil, por causa desses corruptos e ladrões e parece que tudo que acontece depois que o Presidente Bolsonaro assumiu, por apenas cinco meses, é culpado por tudo que aconteceu nesses 16 anos a onde estava (sic) as críticas antes dele assumir? Eu não lembro de uma crítica da sua parte amigo.

Então agora vamos deixar ele governar o país, porque foi eleito democraticamente pelo povo brasileiro. Se em 4 anos não fizer nada mudamos de novo. Mas, vamos dar tempo ao tempo(…)”

☝️Até aí deixo aqui o que li, de maneira atenta, o que tem na resposta que encaro, sem a zoeira nojenta, de quem gosta de Bolsonaro.

Quem me mandou o indevido recado, também apagou, talvez porque usou o sentido errado e nem pensou no que fez. Quem sabe tenha lembrado, enfim, de ter lido algum artigo rimado, e publicado por mim, no qual, de modo realista e desapaixonado, tenho criticado todo e qualquer ruim e radical governista empossado.

O recado, sem nexo, depois apagado, por quem o compôs, foi, por mim, “printado” (Anexo 3) e, assim, satirizado. Eu escrevi a resposta que fluiu, inspirada com bom humor. Vi que o meu “amigo divulgador de de balela”, sem saber que eu sabia o que ele havia escrito, riu da rimada (Anexo 4), que recebeu no seu “abrigo conservador”. Ela, que repudia a quem defender hipocrisia de “mito”, seguiu despojada de complexo e de insensatez, pois se desdenho de acusações extremistas e tão falsificadas é porque tenho minhas comprovações realistas, como as que estão aqui anexadas. 👇

Os erários nacionalistas, em todos instantes, encaminhados pelos sectários esquerdistas de engodos gritantes, aos países vizinhos latinos americanos, foram deslizes que meus versinhos traquinos denunciaram. Os puritanos deslizes que os “esquerdinhos” malinos praticaram não ficaram na impunidade e constaram na assertividade crítica da minha publicidade verídica.

No dia primeiro de agosto de 2018, a poesia da cidadania sentiu o verdadeiro gosto de fazer um aviso que era preciso, na publicação intitulada
ABRA OS OLHOS, 👀 POVO BRASILEIRO!🇧🇷 (Anexo 5 )

Eu rimei, afirmei e confirmei que:
Enquanto o Brasil permanece com estradas esburacadas, unidades de saúdes sucateadas e transportes de comprovadas qualidades rudes, as presepadas políticas das facções politiqueiras de ajudas às nações estrangeiras, que foram financiadas por Lula e Dilma, chegam a ser uma afronta ao erário brasileiro. Quem pagará a conta do relicário politiqueiro? Será o eleitorado otário e interesseiro, que vem se dando “ponta pé”, dividido, bajulando quem é bandido?

Quem clicar no título avermelhado, que encaixo aí embaixo, também poderá comprovar o que digo, no capítulo atualizado do meu artigo, escrito no passado, e saberá que EU NÃO SOU AMIGO DE NENHUM “MITO”, IDOLATRADO POR “FARISEU” SEM NOÇÃO CRÍTICA, CRITERIOSA, VERDADEIRA, E NEM SIGO RITO FALSIFICADO DE NENHUMA IMPOSIÇÃO POLÍTICA E/OU RELIGIOSA INTERESSEIRA.

👇

ABRA OS OLHOS, 👀 POVO BRASILEIRO!🇧🇷

☝️Com o que escrevi e publiquei no passado, deixei aqui comprovado que, na ira política de quem me crítica, por eu criticar Bolsonaro, tem a mentira verídica, é claro, que eu vi se disfarçar de “esquecimento”, porém consegui desmascarar, no momento em que contesto a miudinha acusação, sem sentido verídico, que recebi…😏 Porém, eu também atesto: 🗣️📢MINHA PUBLICAÇÃO NÃO TEM PARTIDO POLÍTICO!

Quem disse a tolice inconsequente e desmedida de que a lista de escarcéu do governo desqualificado e golpista de Michel Temer, o vice da presidente impedida, não foi denunciado e satirizado, em cada artigo rimado, engajado, indignado, e em cada vídeo publicado no meu abrigo virtualizado? 🤔 (Anexos 6, 7, e Vídeos 📹 1, 2, 3)👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2017/07/05/temer-esta-denunciado-e-teme-vir-a-ser-cassado/

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2017/07/13/a-norma-vigarista-da-reforma-trabalhista/

Quem disse a rotuladora idiotice partidária de que eu defendo gaiatice ge$tora ordinária e nem repreendo crendice bajuladora e otária?

E por falar em dizer, quero retrucar as base de mutreta de cada frase feita, que já li, como essa aí:👇

“Então agora vamos deixar ele governar o pais porque foi eleito democraticamente pelo povo brasileiro. Se em 4 anos não fizer nada mudamos de novo. Mas, vamos dar tempo ao tempo(…)”

É tá certo… “O tempo é o senhor da razão”, já dizia o ex ge$tor charlatão, Collor de Melo, (Gif 1) outro insolente e despótico presidente “mitológico”, promotor de estorvo, que “levou o farelo”, juntamente com o ilógico e bajulador povo, que beijou seu chinelo… (Anexos 8 e 9)

O tempo é o lógico contestador do templo mitológico enganador! (Anexo 10 e Gifs 2 e 3)

O que eu desejo, quando versejo, satirizando o que vejo na “mitologia” enfática de uma confraria fanática? O que deseja o esclarecedor dialeto de quem verseja, por certo, com comprovação temporal, e nem se rasteja no ditador manifesto de bajulação irracional a um ser “mitológico”, tão cada de pau, homofóbico, radical, mentiroso, boçal, preconceituoso, trombudo, bilé e “etecétera e tal” de tudo o que não é legal? 🤔Aproveitar bem o que puder do tempo, é lógico, e satirizar também qualquer “templo mitológico”! 😁

Com o tempo dado ao tempo, contemplo indignado, é claro, A PREFERÊNCIA ILÓGICA DA INSOLÊNCIA HOMOFÓBICA de Bolsonaro. (Vídeo 4 🎥)

E digo que apresento, neste artigo, a bem da verdade, A CONFISSÃO E A HIPOCRISIA DA NEGAÇÃO DA HOMOFOBIA DO “MITO” RAIVOSO, ESQUISITO, PRECONCEITUOSO, AFLITO E MENTIROSO. (Vídeo 5 📹)

Ora, porque razão exata eu perderia tempo criticando uma gestão “esquerdopata” de outrora, se a confraria que está desgovernando a nação agora é a “direitopata”? 🤔 (Gif 4)

Por que eu critico o Bolsonaro
e deixo tanta gente bem fula comigo? Por que é verídico, além de claro, que nem me queixo de Lula? Eu digo que o ex mandatário do Brasil
está, pelo que fez anteriormente, na prisão, e já é a vez do sectário e imbecil caracará, que se fez o presidente da nação, ser, então, criticado, com toda a isenção (Anexo 11)

Eu ressalto que os atuais “idolatradores da mitologia direitista” estão, de fato, mais agressores que os da “mitologia esquerdista”. Na propagação de desacato, os tais defensores da grosseria conservadorista têm uma radical hipocrisia moralista bem maioral que a da confraria comunista… E essa minha opinião apartidária nem se interessa pela miudinha bajulação sectária de quem confabula com a norma opiniática e contribui com Bolsonaro ou com Lula, de forma fanática… Fui claro? 🤔

Já que meditamos sobre o tempo passado e o comparamos bem com templo fanatizado do presente, vamos em frente, (Gif 5) no som rimado da resposta coerente que importa a quem tem me rotulado de modo errado, preconceituosamente…

Eu passei a campanha eleitoral inteira, de maneira tão realista, dizendo que anularia meu voto para presidência brasileira. Todavia, observei 🔍👀e refutei a manha da radical e desordeira facção ultradireitista. (Anexo 12)

A confraria de devoto da imprudência da prosa falsa moralista, homofóbica, preconceituosa, com pirraça revanchista, ilógica, raivosa, abusava do grito intimidador de ofensa e idolatrava o “mito ditador”, que despontava, com esquisito furor de uma despótica adoração e com uma crença “mitológica” tão imensa.

Eu senti a necessidade de mudar de opinião e de confessar que tal mudança tinha uma intenção lógica de conter o patamar da covarde lambança da sonsinha intenção “mitológica direitista”, que, para tentar chegar ao “poder”, estava a divulgar inverdade e buscar, na verdade, vingança, contra a “gestão mitológica esquerdista”.

Enquanto eu estava disposto a anular o meu voto na eleição presidencial, em meu canto, eu discordava do tagarelar de qualquer devoto de toda facção radical. Porém, sentia também o bom gosto do encanto que brotava de quem sabia se portar bem numa discussão legal e apresentar sua opinião real sem brigar afinal comigo. Felizmente, um grupo amigo de qualquer corrente partidária, defendia o candidato que preferia, de forma decente, solidária, com educação, e nem proferia desacato quando discordava da minha opinião de anular meu voto na eleição.

Um exemplo dessa discordância madura, que contemplo e me interessa, mantém a distância da dura descompostura radical e tem uma postura legal de discordar sem brigar, devo deixar aqui neste acervo para louvar a maturidade de uma amiga esquerdista que sabe usar a racionalidade e não briga com o oposicionista ao discordar e nem se cala num dilema político, porque aposta na resposta ponderada, como mostra a PARÁBOLA DE UM POEMA POLÍTICO, que rimei e foi publicada. (Anexo 13) 👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2018/10/13/parabola-de-um-poema-politico/

Diante do exposto, mesmo sem ter excelente opção eleitoral, fui adiante e me vi no desgosto de seguir em frente na modificação legal da minha ideia ultrapassada inicial de anular o meu voto. Todavia, eu tive a dignidade de expor à plateia acovardada radical (que vive a tagarelar o que nem exorto) a poesia e, inclusive a verdade para descompor a panacéia falsificada de qualquer cara de pau, que quer me rotular, e com o qual nem me importo…

Em mais de um verso, bem em paz, eu confesso A Mudança de Opinião Tática (Contra A Lambança Da Ação Opiniática), publicando, por não ser omisso, e afirmando isso: ➡️Anteriormente, eu me mantinha na decisão de anular meu voto para presidente. No momento, com muito sofrimento, por não ter uma opção verídica, fiz a opção crítica e mudei de opinião política.

Quem quiser saber a razão da mudança é só ler a publicação (Anexo 14) que escrevi, sem lambança, foi publicada e intitulada: A MUDANÇA DE OPINIÃO TÁTICA (CONTRA A LAMBANÇA DA AÇÃO OPINIÁTICA)

👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2018/10/28/a-mudanca-de-opiniao-tatica-contra-a-lambanca-da-acao-opiniatica/

Eu mudei de opinião, publiquei a explicação e, naquela ocasião, da tal “novela” da eleição presidencial, confessei a verdade e avisei numa publicidade: 👇

Votarei em Haddad!
Anteriormente, eu me mantinha na decisão de anular meu voto para presidente. No momento, com muito sofrimento, por não ter uma opção verídica, fiz a opção crítica e mudei de opinião política.

Sei que arranjarei inimizade com a decisão que tomei. Porém, na verdade, quem disse que eu ligo para a tolice da agressividade de quem me considera inimigo e se exaspera com o que digo em meu espaço virtual e real?

De um lado e de outro, o sectarismo existe. O fanatismo é triste. Mas, os ultradireitistas estão se achando os mais moralistas do universo, seguindo as pistas do perverso defensor da tortura.

Quem quiser entender o que eu digo, é só ler o meu artigo: 👇

TOMEI UMA DECISÃO: MUDEI DE OPINIÃO (Anexo 15)

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2018/10/27/tomei-uma-decisao-mudei-de-opiniao/

No passado recente, um caro amigo defensor do criticado presidente Bolsonaro parece que não leu (e se leu não entendeu) nenhum artigo rimado que publiquei e me fez uma provocação que respondi, com uma publicação realista e rebati a suposição de que eu seria “esquerdista” e segui na contestação à “confraria ultradireitista”.

Eu publiquei um rimado artigo e dei uma explicação ao citado amigo, que no anseio de me fazer uma provocação, veio me trazer uma indagação.

O que rimei eu digo que poderá ilustrar esta publicação, pois, em essência, serviu para comprovar a razão de eu ter mudado a opinião de anular meu voto na eleição para presidência do Brasil.

Eu nem me queixo da engraçada provocação que já ouvi por aí e deixo, então, aqui o link da rimada publicação, intitulada A CARA EXPLICAÇÃO REAL, PARA UMA INDAGAÇÃO VIRTUAL, que recebi e, com redobrada ponderação, respondi. (Anexo 16)👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2018/11/06/a-cara-explicacao-real-para-uma-indagacao-virtual/

Em seguida, para quem duvida do que expliquei, eu digo que afirmei em outro artigo rimado que publiquei, (Anexo 17) intitulado ELEGÂNCIA RACIONAL VERSUS DISCORDÂNCIA RADICAL: É preciso ter juízo e elegância racional para nem se envolver em discordância radical.👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2019/01/11/elegancia-racional-versus-discordancia-radical/

Antes da eleição, registrei uma interação que travei, sem briga invasora, é claro, com uma amiga, eleitora de Bolsonaro. O que li, eu respondi, com as datas registradas, (Anexo 18) numa publicação intitulada INTERAÇÃO VIRTUAL PRÉ E PÓS ELEITORAL. 👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2018/10/29/interacao-virtual-pre-e-pos-eleitoral/

Atacar uma facção política e defender outra que também não beneficiar a nação é uma crítica contradição que nem posso entender e não endosso.

Tentei responder uma complicada questão nacional, ao escrever a rimada publicação, (Anexo 19) intitulada: QUAL SERIA A REFORMULAÇÃO ORDEIRA PARA A ATUAL CORRUPÇÃO BRASILEIRA?

Quem, então, puder ler o meu artigo, que leia; e se não quiser, eu digo que pode continuar a me olhar de cara feia, que nem vou me importar…😏 👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2018/01/23/qual-seria-a-reformulacao-ordeira-para-a-atual-corrupcao-brasileira/

Devo deixar aqui, também, um texto que escrevi recentemente, (Anexo 20) para refutar o contexto incoerente de quem diz a afirmação que nem sabe dizer, para que o som sem necessidade da nervosa presepada de quem gosta de infeliz discussão se acabe, como há de ser: com a verdade exposta no nariz da acusação da prosa fiada: 👃👈

O NOVO VERSO ESCLARECEDOR E VERDADEIRO
(Ao povo perverso bajulador de politiqueiro)

Há dois anos atrás, quando eu estava criticando os esquerdistas, eu era rotulado “conservadorista”. Agora, tudo mudou e sou rotulado de “esquerdista”, por quem estava do meu lado e se afastou, é claro, para bajular o bilé que estou a criticar, isto é: o Bolsonaro.

Outrora, quem se divertia comigo e, toda hora, aparecia neste abrigo, hoje em dia, parece que me considera inimigo. Ô era radical, quando passarás, afinal, quando acabarás???🤔

Ô raça fanática, defensora da desgraça opiniática, até quando estarás bajulando um bilé bando inimigo politiqueiro e ignorando e/ou desacatando quem é amigo verdadeiro?

✍️
Paulo Marcelo Braga 🧔
(“Mundo Paralelo da Saga
da Cidadania Verdadeira,
sem Hipocrisia Politiqueira”,
20/05/2019)⏳⌛

PS: Bastou eu mudar de ideia, afinal, e de pista, para desagradar a plateia radical conservadorista.

Tem ultradireitista moralista e tem também esquerdista radicalista 😈 que visita meu abrigo e se irrita com o que eu digo, pois se afoga no verso do meu “peteleco” e depois me joga perverso xaveco.😋

Para ilustrar este artigo bem mais e reforçar o que digo em paz, devo anexar neste abrigo também (Anexo 21) as RIMAS APARTIDÁRIAS (PARA AS CISMAS SECTÁRIAS) 👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2019/01/10/rimas-apartidarias-para-as-cismas-sectarias/

Espero desmascarar os que estão a divulgar asneira, e quero anexar aqui a REFLEXÃO ORDEIRA A POPULAÇÃO BRASILEIRA, (Anexo 22) que escrevi em paz e publiquei, para mostrar o “tititi” incapaz que já escutei por aí, mas refutei.

Eu não sou e nem quero ser vinculado a nenhum partido político! Então, em geral, sigo liberado do lero lero fatídico irracional e digo o que tenho pensado, no sentido crítico imparcial.

No meu espaço virtual (e nem no real) jamais eu faço suposição e nem previsão politiqueira, mas não me desfaço da reflexão ordeira.

👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2018/11/03/reflexao-ordeira-a-populacao-brasileira/

Eu faço, em meu espaço, (Anexo 23) o RETROSPECTO EXATO E GUERREIRO (A todo funesto e caricato politiqueiro)

👇
https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2017/06/06/retrospecto-exato-e-guerreiro-a-todo-funesto-e-caricato-politiqueiro/

Eu lembro e aqui digo que, com veemente afinco e bom gosto, em novembro do ano passado, precisamente no dia 05/11/2018, escrevi um artigo que, num vídeo foi gravado e ao ser publicado, não deixou de oferecer uma ADMOESTAÇÃO REAL NA INVASÃO VIRTUAL.

A publicação citada oferece uma real afirmação que permanece atualizada: O fanatismo politiqueiro e o imbecil blablablá sem freio do revanchismo desordeiro no Brasil está feio! (Vídeo 6 📹 )

👇

Quero encerrar esta retrucação e ofertar honesta compaixão por quem abusar da funesta bajulação e não usar O PODER DA NECESSÁRIA REFORMULAÇÃO PARA CONTER QUALQUER SECTÁRIA INTENÇÃO (Anexo 24)👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2018/08/09/o-poder-da-necessaria-reformulacao-para-conter-qualquer-sectaria-intencao/

Num rimado artigo gravado em vídeo, já publicado, eu digo que foi ofertado UM NOVO RECADO CERTEIRO (Ao povo fanatizado brasileiro).

“A verdade dói”, como diz a Sabedoria Popular, e a imbecilidade de uma comunidade se corrói com a infeliz “mitologia” que está a idolatrar…

Quem rompe amizades e vínculos familiares, porque se corrompe com as falsidades de políticos impopulares, não aceita a crítica da primazia de fé e respeito que importa e se deleita na política idolatria, é, pelo jeito, idiota…( Vídeo 7 🎥 e Anexo 25)

👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2019/05/14/um-novo-recado-certeiro-ao-povo-fanatizado-brasileiro/

Em suma: somente quem não se consuma no furor bajulador insolente a nenhum politiqueiro entenderá o que eu digo e nem brigará comigo. O resto fanático e radical de fariseu que nem sigo, continuará com o antigo manifesto dramático para o qual eu nem ligo… (Anexo 26) Eu me mantenho sem “mito”. “E tenho dito…”

Paulo Marcelo Braga✍️
(“Mundo Paralelo da Saga
da Promissora Cidadania Didática
Contestadora da Mitologia Dramática”, 26/05/2019)

PS: Confesso que essa não e a primeira experiência virtual que faço e expresso sobre a possessa bajulação politiqueira sem decência real. Eis o título de outro capítulo sobre bajulações fatídicas das quais ouvi e repeli esculacho demais… 😋 O que escrevi encaixo aí embaixo: 👇

A bem da verdade, eu sigo engajado na cara liberdade, e nem tenho me importado com o inimigo da rara sinceridade, com a qual confesso e exponho o real verso que componho. 📃✍️

Eu digo que o meu artigo, ) intitulado O RITO “FANTASMAGÓRICO” 👻 DUM AFLITO “MITO” ILÓGICO,
(Anexo 27)

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2019/05/18/https-paulomarcelobraga-wordpress-com-2019-05-18-o-rito-fantasmagorico-dum-aflito-mito-ilogico/

😵 foi encaminhado para mais de um amigo do Watshapp, tanto para os defensores, quanto para os opositores (é claro) dos dissabores de Bolsonaro. Alguns estressados leitores, apaixonados eleitores do “dito cujo mito sujo”, 💩 ficaram possessos, invocados comigo, retrucaram meus versos rimados, e tiveram diversas reações, algumas já esperadas, de possessas retrucações fanatizadas. 😋

Cada retrucação que li e respondi estão na rimada publicação, intitulada AVALIAÇÕES POLÍTICAS E INTERAÇÕES CRÍTICAS (Anexo 28) que apregoa a ternura solidária, exposta em toda pessoa de postura apartidária, disposta a boa leitura necessária, para o racional livramento verídico e vigoroso do radical condicionamento politico religioso atual.👇

https://paulomarcelobraga.wordpress.com/2019/05/19/avaliacoes-politicas-e-interacoes-criticas/

CONTESTAÇÃO ENFÁTICA  (À ROTULAÇÃO FANÁTICA)

Recebi de um amigo uma publicação virtual de “autoria desconhecida”. Eu digo que respondi, com prazer, o que li e resolvi escrever um artigo, que propicia a devida discussão racional sobre a rotulação social….

Eu me senti agradecido, quando li o texto recebido, e fui me inspirando a responder, rimando como sempre gosto de fazer, afirmando que nem aposto em quem se manter rotulando quem quer que seja e radicalizando à toa uma peleja…

Vou transcrever a publicação que recebi 📩 e, em seguida, o que respondi 🗣️🔊🎶🎼🎵💴 e, de complementação, o verso que escrevi 📜✍️ na mesma ocasião, intitulei de Contestação Enfática e, então, dediquei à rotulação fanática.

Em essência, para honesta apreciação do que digo, segue na sequência correta da apresentação deste artigo: A publicação que recebi, a retrucação que escrevi e a a composição que ofereci a rotulação.

A PUBLICAÇÃO QUE RECEBI

👇

“Sensacional.
Acho que será apreciado, só não sei quem é o autor
—————————–
– Quando um cara de *direita* não é um caçador e não gosta de armas, ele não vai caçar e não compra armas.
– Quando um cara da *esquerda* não é um caçador e não gosta de armas, ele pede que a caça e a venda de armas sejam proibidas.
—————————–
– Quando um cara da *direita* é vegetariano, ele não come carne.
– Quando um cara da *esquerda* é vegetariano, ele faz campanha contra alimentos a base de carne e gostaria de proibir a todos de comer carne.
—————————–
– Quando um homem de *direita* é homossexual, ele tem uma vida normal.
– Quando um cara da *esquerda* é homossexual, ele faz apologia a homossexualidade, vai às manifestações de “orgulho gay” e acusa todos aqueles que não pensam como ele de “homofóbicos”.
—————————–
– Quando alguém da *direita* perde o emprego, pensa em como sair da situação e fazer todo o possível para encontrar um novo emprego.
– Quando alguém da *esquerda* perde seu emprego, ele vai reclamar ao sindicato, e gastará até o último dia e vai a todas as manifestações e ataques contra a direita e contra os empregadores.
—————————–
– Quando um cara da *direita* não gosta de um programa de TV, ele muda de canal ou desliga a TV.
– Quando um cara da *esquerda* não gosta de um programa de televisão, ele se queixa em jornais, rádios, canais de televisão, e se junta um partido político de esquerda para promover uma causa para conseguir chegar ao encerramento definitivo do canal de televisão que transmite o programa que ele não gosta.
—————————–
– Quando um homem de *direita* é um ateu, ele não vai à igreja.
– Quando um dos *esquerdistas* é ateu, ele se esconde e persegue todos os que acreditam em Deus, denuncia a escola ou a instituição que expõe um crucifixo, protesta contra qualquer sinal de identidade religiosa, pede que os bens da igreja sejam expropriados, que A semana santa e toda procissão ou peregrinação seja proibida (contra o Islã não faz nada porque não tem coragem).
—————————–
– Quando um cara de *direita* tem problemas econômicos, ele procura maneiras de trabalhar e ganhar mais dinheiro ou tenta encontrar financiamento para pagar suas dívidas e, se ele puder, ele ainda busca economizar.
– Quando um homem de *esquerda* tem problemas econômicos, ele culpa a direita, os empresários, a burguesia, o capitalismo, os neoconservadores, etc., etc., ele entra em contato com um Sindicato que com a esperança que o coloquem em algum partido político ou em alguma boquinha em uma estatal.
—————————–
– Quando um cara de *direita* lê este texto, ele ri e ele a reenvia para seus amigos.
– Quando um cara da *esquerda* lê este texto, ele se irrita e chama de fascista e retrógrado quem escreveu e enviou para ele.
—————————–
Só se poderia acrescentar:

um homem de *direita persegue sua própria felicidade*;

um homem à *esquerda procura arruinar a felicidade dos outros.*

Afinal, como dizia a Margareth Thatcher, o socialismo só dura até acabar o dinheiro dos outros.

—————————–
Compartilhe se gostou.”

Não gostei do que li e nem compartilhei. Então, eu encaminhei

A RETRUCAÇÃO QUE ESCREVI

👇

———————————-
Meu amigo, eu te digo que não ri e nem me irritei com o que li no contexto rotulador do texto provocador de “autor desconhecido”, que recebi de ti e fiquei agradecido…

Conforme já informei acima e repito na rima que vou insistir em repetir: Eu não me irritei e nem ri, porém comprovei o que já vi por aí: muito fanatismo e insulto, tanto do falso moralismo direitista, mitológico , quanto do escasso realismo esquerdista, utópico…

Uma complementação criteriosa para a conclusão tendenciosa desta comparação vaidosa de rotulação maldosa e sem boazinha intenção e nem requinte, na minha opinião, é a seguinte: 👇

Um ser apartidário pode afirmar ser desnecessário rotular quem quer que seja e, na prática, com dialética didática, evitar qualquer peleja opiniática, sem o bom dom da ética e, além de patética, fanática…

Eu confesso que esse teu recado me inspirou a escrever um verso rimado e é o que vou fazer agora. Ele te será encaminhado outra hora.

Obrigado pela inspiração que me proporcionaste, amigo com o teu recado. Mas, parece que mereces um “puxão de orelha bem dado”, 👂 rapaz, pois nem comentaste e nem compartilhaste nenhum artigo meu que te foi encaminhado…😋

( Paulo Marcelo Braga )

———————————-

A COMPOSIÇÃO QUE OFERECI A ROTULAÇÃO

👇

CONTESTAÇÃO ENFÁTICA
(À ROTULAÇÃO FANÁTICA)

Quando quem rotula outrem
mas se deixa rotular, também,
pensando bem: adula a quem
é incapaz de respeitar alguém.

Exemplificando: na política brasileira,
existe a rotulação de “fascista”
a quem vai direcionando crítica ordeira
à uma triste intenção comunista.

Por outro lado, se cidadão ou cidadã,
sem aliança ordinária, tem criticado “direitista”,
mesmo tendo comprovado não ser fã
de lambança partidária, é rotulado “esquerdista”.

Portanto, toda rotulação é tão fatídica e idiota
(além de ser insolente, opiniática e desnecessária)
quanto a comparação bilé e crítica, que brota
em quem se prender na corrente fanática partidária…

Paulo Marcelo Braga
(“Mundo Paralelo da Saga
Inspiradora Poesia de Ação Enfática, Questionadora da Rotulação Fanática”, 01/06/2019) 🌒🕑⏳

Aos frequentadores deste espaço virtual, que não são rotuladores, eu deixo o meu abraço real.

Paulo Marcelo Braga
(“Mundo Paralelo da Saga
Inspiradora Poesia de Ação Enfática, Questionadora da Rotulação Fanática”, 01/06/2019) 🌒🕑⏳

PS: Eu lembro e aqui digo que, com veemente afinco e bom gosto, em novembro do ano passado, precisamente no dia 05/11/2018, escrevi um artigo que, num vídeo foi gravado e ao ser publicado, não deixou de oferecer uma ADMOESTAÇÃO REAL NA INVASÃO VIRTUAL. A publicação citada oferece uma real afirmação que permanece atualizada: 🗣️📢O FANATISMO POLITIQUEIRO E O IMBECIL BLABLABLÁ SEM FREIO DO REVANCHISMO DESORDEIRO NO BRASIL ESTÁ FEIO! (Vídeo 🎥)

Eu desdenho do mau empenho de quem tem idolatrado “mito” radical politiqueiro. Eu tenho ignorado e nem ligo para quem tem dado grito boçal e desordeiro no rito nacional desordeiro. Eu sigo bem e nem mantenho “mito” comigo… “E tenho dito…”

👇

AS PROPÍCIAS RIMADAS (Para milícias fanatizadas e notícias falsificadas)

“Pega na mentira, corta o rabo dela pisa em cima bate nela… Pega na mentira…” (Erasmo Carlos)

As notícias inverídicas, divulgadas por milícias políticas fanatizadas, merecem as críticas respaldadas. Ser conivente com a falsidade desnecessária é fortalecer a maldade partidária.

A verdade há de ser prioritária para se combater o fanatismo de qualquer confraria politiqueira e aprender a compreender o realismo de quem fizer a cidadania verdadeira combater o sectarismo que se detiver na hipocrisia boateira.

A reflexão do verso apartidário e rimado sobre divulgação de perverso noticiário falsificado vem a ser extremante necessária para fazer a mente comunitária preguiçosa se fortalecer contra a afronta da corrente partidária mentirosa.

O exercício da paciência e da verdade política é um benefício para a atividade política fluir com inteligência e assertividade crítica contra quem difundir a afronta da falsidade fatídica.

Recebi um vídeo, com uma legenda (Foto 1 📸 e vídeo 1 🎥) que dizia ser de autoria de uma jovem que seria “filha de Maria do Rosário” e fazia apologia ao uso e ao tráfico de drogas ilícitas e que os bandidos seriam “pobres vítimas da sociedade que transformaram a filha dela nesse zumbi, vendendo para a a guria muitas drogas e bebidas.”

Quem me encaminhou o acinte da filmagem também afirmou, na seguinte mensagem: 👇

“Esta pobre infeliz, não é filha da louca do Rosário não, é apenas uma infeliz que possui canais, e muitas postagens, como vários jovens perdidos e iludidos nesse caminho, ela possui muitas fotos ao lado de personalidades, é aparentemente instruída, mas segue o caminho de muitos intelectos e se perde no caminho sem volta.

Drogas, uma das velhas prostitutas do mundo.”

E, com tal recado supracitado, recebi também um outro vídeo curto, impertinente, ilógico, esquisito, recheado de balela, de mesmo e veemente teor injusto, “mitológico” e apológico ao ilícito “entorpecente Idolatrado” por ela… (Foto 2 📷 Vídeo 2 📹)

Eu respondi, enfim o que recebi e vi, assim: 👇

Sei não… Pelo que estou vendo, isso está me parecendo uma leda sátira, feita pela “facção direita” à “esquerda”. É a minha suposição. Ninguém seria tão idiota assim. Tem ironia na publicação e quem não nota, enfim, acredita na invenção, faz a divulgação e incita mais discussão, que realmente nem me importa, entre a dupla corrente idiota a “direitista, falsa moralista da sociedade brasileira atual”, e a “esquerdista, que se enlaça na permissividade politiqueira trivial”. Na verdade, a desordeira dupla radical, de incapaz hipocrisia, tão infeliz, nem traz melhoria a situação do país.

Em meu espaço virtual e real, permaneço a manter meu apreço apartidário e te ofereço o meu abraço fraternal!

Para concluir o que digo e resumir este artigo, rimo, afirmo e confirmo que: 👉 Quem compartilha falsidade desnecessária também segue a trilha da agressividade partidária. Por isso, não compartilho o que não tem comprovação adequada e nem como milho de plantação contaminada por “agrotóxicos politiqueiros de mitológicos boateiros…”.

Ninguém me influi com o blablablá ou o “nhem nhem nhem” que flui de quem encaro… Fui bem claro? 🤔

Paulo Marcelo Braga
(“Mundo Paralelo da Saga
da Poesia Verdadeira
contra a Mitologia Politiqueira”
01/06/2019) 🌔🕕⏳

RACIONALISMO CRÍTICO VERSUS FANATISMO POLÍTICO

Num artigo que publiquei sobre a questão trabalhista brasileira, eu digo que fiz um aviso, uma afirmação realista e ordeira, a quem adula a Bolsonaro e, também a Lula, é claro…

👇

SURGIU OUTRA QUESTÃO TRABALHISTA NO BRASIL

No artigo intitulado Surgiu Outra Questão Trabalhista No Brasil, eu avisei que os possessos bajuladores aflitos ficariam aborrecidos comigo, porque rimei versos esclarecedores sobre o que os dois “mitos impostores idolatrados na nação” haviam dito sobre trabalhadores concursados ou não… (Anexo 1)

Uma criatura que comprovadamente gosta de Lula, mantém a postura coerente na resposta que me deu, porque não o adula e reconheceu que ele vacilou no que falou.

A “manifestação Lulista” foi ponderada, mas inspirou MAIS UM EPISÓDIO (Anexo 2) da avaliação realista rimada sobre o fanatismo que imperou na nação com a agressividade de um revanchismo sem noção de civilidade.

A identidade da “Lulista” ficará, na certa preservada, porém a verdade dita por ela ilustrará esta rimada publicidade para que se reflita sem balela, na importância de uma enfática, justa e coerente resposta, sem arrogância fanática que muita gente aposta. (Anexo 3)

É legal trocar qualquer ideia com quem não é radical e nem quer acatar panacéia com um “amém” crítico, condizente, tão bilé, sem a fé racional, da qual nem abdico e vou em frente…

Nesse sentido, fico realmente feliz por saber que nem tudo está perdido… Felizmente, neste país, tenho convivido com gente feliz que sabe o que diz em paz e, consciente, também faz a diferença e se desfaz de mitólogica crença, incapaz, ilógica, imensa demais…

Quem não exercita o fanatismo mitológico partidário tem ponderação bonita, além de brilhantismo lógico e extraordinário, para compreender a distinção entre defender a quem tem admiração e fazer bajulação. (Anexo 4)

Quem é feliz e mantém o racionalismo crítico nem diz “amém” ao fanatismo político!

Paulo Marcelo Braga✍️
(“Mundo Paralelo da Saga
do Povo Contestador Verídico
de todo Estorvo Ge$tor Político”,
26/05/2019)